terça-feira, 21 de outubro de 2008

A voz de Deus e a Palavra de Deus

"E todos serão ensinados por Deus" reafirmou Jesus em João 6:45.

Há muitas passagens no evangelho de João sobre a possibilidade de os discípulos de Jesus ouvirem a voz de Deus. É claro que Jesus não se referia somente a palavra escrita pelos profetas que foi dada por inspiração divina.

Jesus se referia a presença do Espírito Santo no interior do coração dos filhos de Deus. Jesus disse mais " que todo aquele que da parte do Pai tem ouvido e aprendido, esse vem a mim". Quer dizer que, não há palavra de Deus que seja dita, que não tenha como objetivo final nos levar para mais próximo de Jesus.

Fica aí então uma boa maneira de saber se ouvimos a "voz de Deus" ou não. Jesus disse tambem que suas ovelhas ouvem a sua voz e o seguem, elas não seguirão o estranho porque não conhecem a voz dos estranhos.

No entanto, muitas coisas bizarras tem acontecido no meio da igreja evangélica com a afirmação de que é Deus falando. E a Bíblia tem sido usada nas mais diferenciadas maneiras como sendo a autoridade máxima nos mais estranhos ensinamentos e doutrinas inventados pelos homens.

Que o Diabo pode peverter o que Deus diz, todos nós já sabemos. Que a Bíblia pode ser usada como objeto idolátrico e apetrecho mágico, isso tambem sabemos. E que a a palavra de Deus pode se "desvincular" de Deus e ser usada com finalidades escusas, tambem sabemos.

Porém, fica a Palavra de Jesus de que, as suas ovelhas não seguirão a voz do estranho.
"Todos seremos ensinados por Deus"

Agora, é necessário compreender que a voz de Deus não é a "Bíblia". Por isso, a pessoa pode ler a Bíblia de capa à capa e ainda não ouvir a voz de Deus. É verdade que a Bíblia é a palavra de Deus, no entanto, Deus fala sem Bíblia, caso contrário o salmo 19 estaria todo errado e seria uma grande heresia. Ali diz:" Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos". Diz também que a "voz de Deus ressoa por toda a terra". Ora é claro que o salmista não se referia a "Bíblia", pois naquela época não existia nada em relação àquilo que chamamos de Bíblia hoje.

Acredito que uma das maiores tragédias do cristianismo hoje é o fato de não entendermos este princípio de "ouvir a voz de Deus". Pior, não entendemos este conceito e o chamamos de heresia. Aí tornamo-nos o povo do "livro Bíblia", o povo da letra morta, o povo empedrado pela palavra de Deus escrita, mas não o povo que se comunica com Deus, um povo que não diáloga com Deus, pois nesse caso, Deus só fala no culto de domingo à noite, depois do louvor e depois que o pregador "lê" a Palavra de Deus (a Bíblia).

Este tipo de tradição nos fez refém de uma imaturidade permanente. Nos fez refém de uma tradição boba. Inserindo em nós idéias erradas sobre Deus e Sua palavra. Fragmentando nossa relação com Deus à dias e horas certas para se "ouvir" a palavra de Deus. Aprisionamos a voz de Deus à lugares, pessoas, e hora certa de nos falar. Em nossa cabeça, Deus só pode falar nos momentos em que há ambiente, pessoa qualificada e horário marcado para ouvir Sua voz. Nada mais ridículo do que isso!

Porém , no Salmo 19 diz que Deus fala, e sua palavra e sua voz pode ser ouvida até os confins do mundo.

Nenhum comentário: