quinta-feira, 28 de junho de 2012

A liberdade de Deus



Deus é livre!
Deus é o Único ser livre no Universo e em qualquer outra dimensão que exista.
Ele é o único que não precisa dar satisfações de seus atos a nenhuma criatura; nem para o bem e nem para o mau.
Não tem que justificar seus atos a nenhuma forma de vida.

Parece uma obviedade, mas a religião não admite isso!
A religião se ilude sistematizando os atos de Deus. Por isso, de quando em vez, somos pegos de surpresa com realidades e tragédias que fogem de alguma explicação baseadas nas teologias das religiões da Terra.

Já observou as músicas gospel que se tocam nos meios católicos e evangélicos?
"Tudo o que Ele (Deus) prometeu Ele vai cumprir!"
"Suas promessas não podem falhar!"
"Deus terá que cumprir suas promessas em mim!"

Mas quem disse que ele tem essa "obrigação"?
Aí voce responde: mas ele prometeu em sua Palavra!
Prometeu pra quem?
Fez a hermenêutica certa do texto?

Então esse tipo de mensagem, sejam elas cantadas, sejam elas pregadas nos altares das religiões da Terra, sejam elas escritas nos livros nas prateleiras gospel, vai formatando a mente dos crentes para um perpétuo estado de imaturidade e infantilidade para os problemas cada vez mais complexos que a humanidade estará enfrentando. Vai se criando uma geração inteira de fanáticos religiosos vivendo num estado permanente de uma dependência, que não é fé, mas inércia diante da dor, seja ela própria ou do próximo.

As religiões da Terra sofre da autoilusão de que pode impor a Deus obrigações!

Qualquer tipo de religião carrega esse tipo de mensagem!

Embora no livro de Jó (o mais antigo da Bíblia) coloque o Diabo, já logo no início, numa trama cósmica contra a própria vida do velho Jó, o grande tema ali abordado é o da soberania de Deus. Em momento algum Jó esquece que Deus é o soberano do Universo e numa tentativa desesperada tenta fugir de uma perseguição implacável de Deus.
Ali, Jó nem menciona o Diabo.
Ignora-o completamente.
O tempo todo ele alega estar sendo perseguido por Javé.
Não entende o por que de Deus se revoltar, sem razão alguma, contra ele.

Os amigos de Jó tentam convencê-lo que todo aquele sofrimento era resultado de:
Pecado.
Carma.
Diabo.

No entanto Jó diz:" Tô ferrado! Deus está me perseguindo!"

No final do livro Deus diz de Jó: "Disseste o que era verdadeiro acerca de mim!"

E para os amigos de Jó, Deus diz: "Dissestes mentiras a meu respeito!" (42:7)

Deus é Livre!
Nossa sorte é que Ele é amor!
Senão, estaríamos todos ferrados!

Reinaldo de Almeida

Nenhum comentário: