segunda-feira, 11 de agosto de 2008

VOSSA CASA FICARÁ DESERTA

" Eis que a casa de vocês ficará deserta" - Mateus 23:38

É interessante que Jesus tenha dito que a casa "deles" ficaria deserta e não a "Minha" casa ficará deserta - se referindo ao Templo em Jerúsalem.
O contexto dessa passagem coloca-nos diante de um duro juízo que Jesus está proferindo para a liderança judaica de sua época. Uma das passagens mais ameaçadoras e condenadoras que Jesus, poucas vezes, denunciou em seu ministério.

Jesus disse "vossa casa" ficará deserta...De fato, o templo, símbolo da religião e da política judaica, foi destruído não muitos anos depois. Aquilo que parecia intocável nos dias de Jesus, não ficou ali pedra sobre pedra que não tivesse sido derrubada pelos soldados romanos anos mais tarde.

Naquela altura de seu ministério (ultímo ano de seu ministério) ele não mais considerava o templo como Casa de Seu Pai. Afinal de contas, ele tinha sido expulso e muito mau recebido ali não poucas vezes.

Interessante que com 12 anos e depois, no início de seu ministério, ele se referia ao templo, carinhosamente, como "Casa de meu Pai", porém agora, ele diz "a vossa casa ficará deserta". Não havia mais afeto, zelo e aproximidade com o Templo. Os líderes não o queriam mais ali, pelo contrário, já haviam planejado como matá-lo. Ele se desapegou do templo. Rompeu, fisica e emocinalmente com aquilo que, legitimamente, poderia ter sido o centro de seu ministério. Só que agora ele admite uma impossibilidade de compactuar-se com o templo e com tudo aquilo que ele representava de ruim.

A história se repete nos dias de hoje. Tenho visto e sabido de muitos templos, grandes e bonitos, vazios. Vazios de gente e da palavra de Deus. Vazios do evangelho.
"Vossa casa ficará deserta", continua sendo a palavra profética de Jesus para muitos ministérios e denominações hoje.

Um comentário:

Clau disse...

É verdade, hoje vemos esta profecia se cumprindo em muitos templos.Assim como tambem acredito que jesus estava mencionando sobre um vazio ainda maior,quantas vezes presenciei cultos ,reuniões vazias de conteúdo,onde o que me ocorria era uma frustação .
Estava com saudades das suas reflexões.um abraço enorme.