domingo, 30 de julho de 2017

O mundo sem homens...como seria?



mundo sem os homens, como seria? 
* A musica "50 reais" não valeria um centavo.
*As bacias dos banheiros não precisariam mais de assentos no vaso sanitário. 
*Banheiros de postos de combustiveis seriam impecavelmente limpos.
* Todas as contas seriam pagas por elas. Cada uma pagaria a sua! 
*Não haveria mais oficinas mecânicas e nem borracharias, só concessionarias. 
*Não haveria mais toalhas molhadas nas camas e nem sapatos nas salas. 
* A natureza se recuperaria rápido e o mundo se encheria de gatos!
* Não haveriam mais Mc Donalds e sim Cacau Show. 
*A TPM duraria o ano todo. 
*Bancos de sémen seriam demolidos e banco de óvulos desnecessários.
* A palavra "chulé" seria removida dos dicionários.
* Por tras de uma grande mulher haveria sempre uma concorrente.
* As mulheres continuariam a usar salto alto e maquiagens. 
*Não haveria mais comédias romanticas e " 50 tons de cinza " seria cor de rosa. 
* Não haveria mais guerras. Só as de travesseiros. 
* As camas de solteiros seriam peças de museu.
* Não haveria mais fogão à gás, só micro-ondas.
*As mulheres não teriam mais happy hour e nem conversariam muito por falta de assunto. 
*As musicas romanticas seriam incompreensiveis. Talvez, funk, axé e samba seriam as musicas hits de sucesso sempre.
* O Papa seria uma Papisa. 
*As mulheres ficariam mais lindas e menos estressadas, porém deprimidas sem saber da razão. 
* O filme "Titanic" não ganharia nem indicação ao oscar.
* As mulheres morariam sozinhas em paz em seus apartamentos. 
* Salões de beleza? O que é isso? 
* As mulheres não abririam as portas uma para as outras e o trânsito seria um caos. Que mulher oferece passagem para a outra?
* As mulheres seriam menos felizes mas borrariam menos a maquiagem.
 * Deus seria "Deusa".
* Haveria em todas as cidades estátuas, gravuras de homens com os dizeres embaixo: "que esse erro jamais se repita"!
* Em cem anos o planeta estaria recuperado e o gênero humano desapareceria da face da Terra. 
Continua... Reinaldo de Almeida

Nenhum comentário: