sexta-feira, 3 de julho de 2009

UM MOMENTO DE CRISE

É da palavra crise que se deriva "acrisolar": processo de purificação que o fogo e o cadinho exerce sobre a prata , o cobre e o ouro. Quanto maior for a temperatura do fogo, mais impureza se arranca do metal precioso. Mais caro fica o metal e de maior valor ele se revestirá.

É da palavra crise tambem que se deriva a palavra "crisálida": o processo que a feia e asqueirosa lagarta sofre para se transformar numa linda borboleta psicodélica.
Se não fosse as fortes rajadas de ventos nas grandes cidades, como é que o ar se purificaria? A crise do mar é a ressaca que suas águas "sofrem" para expulsar toda sorte de detritos e sujeiras que os seres humanas tão estupidamente lançam sobre ele!

Se não fosse a "Crise Financeira Mundial" as grandes empresas multinacionais iriam continuar vivendo de especulação e exploração do sistema financeiro em vez de colacarem as "mãos na massa" e buscarem lucro do próprio resultado de seus produtos e de seus trabalhos.
Acabou a farra do lucro fácil e do ganho improdutivo. Algumas empresas e bancos que vimos quebrar nessa crise, eram frutas podres e bichadas por esse sistema!

Se não existir uma crise nada muda!
Se eu não experimentasse uma crise, eu jamais mudaria!
A crise nos faz mudar.
Muda nossa maneira de ver e pensar a vida.
Muda nossos valores.
Crises são necessárias nas empresas, nos relacionamentos, na espiritualidade e nas áreas mais profundas do ser.
Elas não são bem vindas, mas são necessárias. Elas nos machucam. Nos causam dores. E por isso, nos fazem mudar. A dor nos faz mudar. Dor é sintoma de que alguma coisa está errado e o próximo capitulo é a crise.
As mesmas fibras nervosas que nos causam prazer nos causam dor. É a razão de tanta busca pelo prazer sexual, pela pornografia dos dias de hoje. Estamos vivenciando uma geração que não suporta a dor e só quer o prazer. Geração covarde! Por isso nada muda!
Por isso a falácia da pregação religiosa de um evangelho que não aceita a dor e o sofrimento.
Mas Jesus disse: "felizes os que sofrem", "felizes os que choram", "felizes o que sofrem perseguição por causa do justiça".
Esse tipo de apelo vai contra a pregação triunfalista nos altares das igrejas nos dias de hoje! Vai contra a Teologia da Prosperidade. Por isso tudo nisso é muito maléfico. Pois só um coração preparado para enfrentar crises pode mudar e causar mudanças.
Faço eu aqui uma apologia ao sofrimento? É claro que não! Só um tolo faria isso!
Mas se a crise bateu à sua porta, enfrente-a com coragem e sem medo de atravessá-la, pois nesse caso, ela sempre pode nos melhorar, nos burilar, nos transformar e nos acrisolar.
Reinaldo de Almeida

Um comentário:

Cris disse...

COMO É BOM ESTAR PASSANDO POR MOMENTOS DE CRISE, E LER OU OUVIR PALAVRAS COMO ESTA.
SEJA NA ESCOLA, NA EMPRESA OU NUMA "IGREJA".
AGRADEÇO A DEUS POR VC EXISTIR, E TER ME DADO DUAS FILHAS.
ISSO É GRAÇA.