terça-feira, 22 de abril de 2008

Ruptura



Muitas vezes a vida é marcada por rupturas.
Rupturas inevitáveis.
Rupturas dolorosas.
Rupturas profundas.
Rupturas necessárias.
Rupturas emocionais.
Rupturas espirituais.
Rupturas interiores.

A ruptura emocional é a mais difícil de experimentar.
Laços emocionais.
Vínculos pessoais.
Aquilo que chamamos de "cordão umbilical" rompido.

As vezes precisamos romper com o passado.
As vezes experimentamos rupturas no caminhar juntos que não é mais possível.
Não porque queremos, mas porque alguem não vai ceder nunca

Muitos desgostos enfrentamos na vida por medo de enfrentar uma ruptura.
Há situações que geram maiores desgastes por causa do medo de uma ruptura.

Existem profundas rupturas nas histórias bíblicas:
Noé rompeu laços com o mundo antigo por meio do dilúvio.
Abraão rompeu laços com sua parentela que morava em Ur dos Caldeus.
Jacó rompeu laços com seu pai e seu irmão e fugiu para Harã.
Moisés rompeu laços afetivos com a Casa de Faraó e depois abriu uma profunda ruptura com o povo egípcio no qual tinha alcançado posição de príncipe.
Davi experimentou a ruptura forçada de sua lealdade a Saul e de sua amizade com Jonatas
Davi sofreu rupturas terríveis e profundas em sua vida familiar.

A lista é imensa de pessoas que enfrentaram toda a carga emocional de angústia, tristeza e solidão causada por rupturas necessárias ou não.

A ruptura pode ser necessária ou inevitável. Pode acontecer por acaso.
Jesus certa vez disse "que o inimigo do homem seria os de sua própria casa", isto indica que a entrada do evangelho iria, em algumas famílias, causar divisão.

Existem rupturas que produzem efeitos positivos e outras vezes consequências negativas.
O filho pródigo rompeu com o pai e se deu mal.
Saulo rompeu com o judaísmo e se deu bem.

Ruptura provocada pelo Reino e por causa do Reino tem a promessa de Deus de trazer vida abundante e vida eterna.

Nenhum comentário: