segunda-feira, 11 de abril de 2011

O Amor que nunca se vive


O único mandamento que nos foi dado por Jesus para que obedecêssemos é o único mandamento que não queremos cumprir: amar o próximo.

Inventamos doutrinas, teologias, corrente e campanhas para fugirmos da única obediência que importa. Construímos catedrais, templos, basílicas e monumentos bíblicos, mas o amor nunca é vivido pelos discípulos de Jesus. Gastamos montanhas de dinheiro com projetos para a "obra de Deus", mas amar, nunca!

Até quando iremos continuar acreditando que podemos enganar a Deus?

Jesus disse: " Se amardes uns aos outros, todos saberão que sois meus discípulos"

O amor é o cumprimento de TODA a lei!
Quem ama guardou toda a lei.
O cumprimento da Lei é o amor.

De modo que a única doutrina, o único mandamento que precisamos observar é o Amor. 
No meio "evangélico" o "amor" é baseado numa regra de conduta e na garantia que enquanto pertencer "aquela" igreja você será amado. Saiu dali ou então quebrou o código de conduta do grupo, acabou o amor.

Amor bobo.
Amor pagão.
Amor fingido é esse!

A igreja não tem nada a ensinar a ninguém se não aprender a viver e ensinar a amar o próximo seja ele quem for!

João, o apóstolo diz: "quem ama conhece a Deus, quem não ama não conhece a Deus e ainda está em trevas".

É simples assim!

Reinaldo de Almeida

2 comentários:

Anônimo disse...

Não acredito no amor humano.Nosso espirito é ruim, não tem luz, é sem brilho.
O Amor de Deus é perfeito é bonito

Strauss disse...

Grande Reinaldo!
Você resumiu em poucas palavras praticamente tudo o que nós "ex-apostólicos" estamos sentindo na pele! O verdadeiro AMOR passa longe daquela seita. A cada dia me torno mais convicto que esse verdadeiro amor deve ser cultivado longe de aglomerações "religiosas".