domingo, 28 de julho de 2013

O convite do Evangelho de Jesus


O Evangelho de Jesus nos convida para a Liberdade:
A sociedade está fundamentada em bases sólidas e monolítica da ordem estabelecida pelos poderes políticos e suas instituições. Qualquer movimento que desafie os poderes constituídos pelos dominadores e até aqueles eleitos pela maioria é visto como uma ameaça da ordem estabelecida por essa grande entidade chamada "Estado". Qualquer ameaça ao Estado é reputado como "anarquia", caos e desordem. Mas a palavra "anarche" significa "sem autoridade", sem dominação" e não bagunça, baderna e caos como a maioria pensa!

O Evangelho de Jesus nos convida para a Paz.
Não existe paz sem verdadeira liberdade. A paz é resultado de ausência de medo. Se há uma figura, que possa ser o próprio Deus, ou qualquer outra entidade, seja ela física, meta física, impessoal ou imáginária que limite a liberdade do ser humano, a paz não é real!

O Evangelho de Jesus nos convida para a Certeza. Eu só posso ter liberdade e paz quando possuo certeza de verdades essenciais. Se eu não tiver uma certeza que transcenda todas as perguntas importantes e centrais da vida então não tenho nem liberdade, nem paz e nem alegria verdadeira, certeza garantida pela verdade absoluta de Deus. Se Deus o próprio Deus não me der garantias de que minha certeza está "certa", então liberdade, paz e alegria são apenas espasmos emocionais produzidos pela mente, por processos do intelecto, em outras palavras, sentimentos passageiros!

O Evangelho de Jesus nos convida para a Alegria.
A alegria aqui é fruto, é resultado da liberdade, da paz e da certeza. Tem mais relação com um contentamento, de estar contente, de estar satisfeito, estar cheio, pleno. Aí acabam-se as buscas, os medos, as inseguranças. A mente está serena, o espírito tranquilo, quieto.

2 comentários:

ayelli58 disse...

olha eu chegando aqui para acompanhar o blog de vocês. Abçs e sds

Bel Costa disse...

Olha eu chegando aqui para acompanhar o blog de vocês... abçs e sds