quinta-feira, 13 de novembro de 2008

O Deus ilegal, amoral, anti ético e politicamente incorreto: a liberdade de Deus

Existem algumas passagens bíblicas que só poderão ser compreendidas, se entendermos que não se analisa o comportamento de Deus conforme nossos critérios de moral e justiça.

A Bíblia diz que o trono de Deus está baseado na verdade. A verdade que não se traduz na moral, ética e legalidade criada pela sociedade humana.
É óbvio que a civilização humana criou leis e códigos morais de comportamento que coordena e controla a vida em sociedade.
Geralmente são leis éticas e morais necessárias para o bom convívio da espécie humana. Os animais não precisam disso, pois eles possuem instintos que para eles regem a preservação da espécie. Por isso, você não encontrará animais matando além daquilo que seus instintos de sobrevivência lhes impõe. Para eles, o instinto natural é lei.



Seres humanos precisam de leis; de um código de conduta moral e ético. Em razão de sua liberdade e capacidade de raciocinar, necessitam de um padrão moral de conduta e ética. A vida em sociedade seria impossível caso isso não acontecesse, ou melhor, a raça humana se auto destruiria se não houvesse leis que regessem a vida humana. Paulo diz em Romanos que "Todos devem se sujeitar ás autoridade governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus". Alíás, o texto todo do capitulo 13 aos Romanos aborda esta compreensão sobre as leis e autoridades humanas. É interessante que Paulo tenha escrito isso em relação as leis humanas quando vivia debaixo do Império Romano. Muitas das leis ainda hoje nos tribunais civis tem como origem e base o código de leis do Império Romano.



O problema nosso em interpretar certas passagens das escrituras e transformá-las em doutrinas é que Deus não "está debaixo da lei".

Estou chovendo no molhado?

Deus é o único ser livre (de fato) no Universo. Ele é a origem de todas as leis da criação. Ele estabeleceu Leis fixas para a preservação de sua criação. E nesse sentido, até para o diabo e seus anjos existem leis estabelecidas por Deus que eles não podem ultrapassar. Os homens tem suas leis, os anjos as suas, os animais as suas, os fenômenos da natureza tambem e até os "buracos negros" cumprem própositos divino em algum canto do Universo.



A base do juízo de Deus não é a lei, nem a moral e nem a ética. É a verdade.

Deus é a Verdade Absoluta. Ele julga com critérios da verdade. Por isso é comum encontrarmos no Canon Sagrado o conceito de verdade e mentira, luz e trevas, justiça e injustiça, pois para Deus o certo e o errado não se baseia em código morais e humanos e sim na prevalência da verdade, da luz e da justiça onde a graça e a misericórdia encontra lugar.

E por isso tambem encontramos Deus "atropelando" determinadas leis ou padrões de conduta na Bíblia. Porque nem todas as leis criadas pela sociedade humana, bem como conduta moral se baseia na Justiça, na Verdade e na Luz de Deus.

A ressurreição de Jesus "quebrou o selo" do Império Romano que estava na pedra de sua sepultura indicando que havia uma Lei muito mais sublime que prevalece sobre as leis da sociedade humana.

Com frequencia você encontrará Deus "desrespeitando" as leis no Antigo Testamento. E no caso de Jesus, pior ainda! Jesus quando discernia "maldade" em certas leis, a lei de Deus (com base na verdade do caráter de Deus) prevalecia sobre as leis dos políticos e religiosos. Por isso, quando uma vez solicitado pelo ladrão na cruz a respeito de Seu reino outorgou perdão e salvação ao ladrão, mas ao mesmo tempo, não o impediu de pagar pelo mal que fez a sociedade até a morte!

A Igreja jamais deveria usar a moral, a lei, a ética e o "politicamento correto" como condição para vivência dentro de suas paredes. Daí vem a preferência de Jesus pelos pecadores e sua antipatia pelos moralistas, éticos e legalistas.

Pra Deus o que vale é a verdade do coração, onde só ele pode julgar, e onde Sua Graça sempre pode encontrar espaço para a transformação.

Um comentário:

Anônimo disse...

Realmente no final desse texto, vc, escreveu algo coerente que pude obserar. Que Deus conhece os corações.

Felicidades amigo
Maria Amélia