terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Basta a cada dia o seu mal

A frase do título desta postagem é de Jesus...
Se tentássemos melhorar essa frase, talvez ficasse melhor assim: "um dia de cada vez".


Na medida em que o ano vai se findando, começam as expectativas para o próximo ano.
Todo ano, quando chegamos na fronteira de um novo ano, começam as falsas esperanças para o próximo ano.


Alimentada pelas igrejas pentecostais, neo pentecostais e pelos católicos carismáticos, começam as "correntes de 12 dias" já no início de janeiro, onde cada dia de participação "em corpo presente" (levando a ofertinha durante os 12 dias é claro! Pois esse é um mês de fraca arrecadação financeira nas igrejas e essa é mais  uma "jogadinha" pastoral para compensar a queda da arrecadação)  equivale à um mês do novo ano, fazendo a tal campanha, armazena-se orações e bênçãos para o ano todo (esse é o discurso "pastoral").


Já nos bastava o mundo que inventa jingles e mensagens de "esperanças" para o ano novo  agora vem os evangélicos e os carismáticos com mais essa!


Já nos bastava as prefeituras com os seus IPTUs e os governos estaduais com os seus IPVAs...


Sabemos que a verdadeira esperança se baseia na fé daquilo que Deus diz em sua Palavra, então, Jesus nos ensina no Evangelho de Lucas 12 que não deveríamos se preocupar nem com o dia de amanhã, quanto mais com os 365 dias que ainda nem aconteceram. 


Para alguns, talvez nem aconteçam...


Jesus disse que esse tipo de preocupação é próprio dos pagãos e que o nosso "dia a dia" deveria ser vivido no chão do evangelho e de quem carrega a cruz a "cada dia". Se nós nos "preocupássemos" em viver cada dia da melhor maneira possível conforme nos ensina Jesus, nosso ano seria o mais maravilhoso do resto das nossas vidas, mas em vez disso, vamos nos alimentando de falsos sentimentos de esperanças, como se o simples desejo esperançoso mudasse alguma coisa; tipo... fórmula mágica.


Não existem "acúmulos" de bênçãos que possam serem feitas nessas campanhas evangélicas pelo qual "automaticamente" será "debitada" em sua conta celestial de acordo com cada mês do ano (isso é mais uma falácia pastoral). Essa é mais uma invenção do movimento "evangélico" que em tudo tenta barganhar com Deus as bênçãos em conversas negociadas nos "balcões das igrejas" pentecostais, neo pentecostais e carismáticas católicas.


Amadureçamos e vivamos o evangelho de Jesus em sua simplicidade no nosso dia a dia, que com certeza, o ano de 2010 será melhor!


Feliz ano novo!


Reinaldo de Almeida

Nenhum comentário: